Máquina Café Sul

Como reduzir a acidez do café?

Embora a acidez do café seja um grande atrativo para a grande maioria dos seus adoradores, existem também aqueles que possuem um paladar e estômagos mais sensíveis, dificultando que a degustação desejada do café seja aproveitada da melhor forma possível.

De fato, a acidez do café é razoavelmente alta, com o pH do café podendo variar entre 4,85 e 5,10, mas está longe de ser um dos principais vilões para as pessoas que têm problemas estomacais relacionados a azia, por exemplo.

Sucos ácidos, como o de laranja ou de limão, são muito mais danosos para a flora intestinal daqueles que têm uma predisposição para a azia do que o nosso bom e velho cafezinho. Mas claro, esse velho amigo pode sim gerar um certo grau de desconforto se for consumido frequentemente.

Pensando em solucionar o problema da acidez do seu café, nós da Máquina Café Sul preparamos o texto abaixo com algumas dicas que irão te ajudar na hora deixar o seu café perfeito para você! Confira as dicas abaixo.

Boa leitura!

O que influencia na acidez do café?

A acidez do café é influenciada por uma série de variáveis que se apresentam em diversos estágios da produção do grão de café, indo desde predisposições químicas do próprio grão até processos de pós-colheita — como a torra do café.

Essa “acidez” pode ser para muitos um sinônimo de amargura, azedes, até mesmo de um gosto frutado, mas de fato é essa acidez do café que contribui tanto para seu sabor e aroma ímpares, que são frequentemente categorizados como “brilhantes” — caso a acidez contribua para o sabor do café — ou “avinagrados” — se desfavorecer o consumo da bebida.

A distinção entre o sabor “brilhante” e “avinagrado” do café pode ser associada à presença de dois tipos de ácidos na sua composição química: o clorogênico e o orgânico. Enquanto o primeiro contribui para um café amargo, ácido e adstringente, o segundo dá notas frutadas, como as que sentimos ao consumirmos frutas como o limão, a maçã, o abacaxi, a laranja e a uva.

Mas para que estas notas de sabor sejam atingidas, o principal fator que irá influenciar em sua presença será o nível da torra do café

O café contém cerca de 30 tipos de ácidos, que são extremamente sensíveis à variação de temperatura, especialmente as mais altas. Portanto, quanto maior for a temperatura no processo de torrefação, menor será a concentração de ácidos na composição do café — o que inevitavelmente irá afetar seu gosto.

Dito isso, os níveis de torra de café resultam nos seguintes resultados:

  • Torra clara (menor temperatura) = café mais ácido e menos encorpado
  • Torra média (temperatura moderada) = café equilibrado
  • Torra escura (alta temperatura) = café menos ácido e mais encorpado

Como reduzir a acidez do seu café?

As principais estratégias para reduzir a acidez do café estão presentes em seu processo de infusão, mas realizar a escolha do tipo de café certo para o seu paladar é essencial para que o sabor, aroma e acidez alinhem-se com as suas expectativas. Nesse sentido, aqui vão algumas das principais dicas para reduzir a acidez do café:

1. Verifique a torra e a moagem do café

Como já foi dito anteriormente, a torrefação do café é um dos principais responsáveis pelo seu nível de acidez, e é justamente por isso que você deve se atentar às especificações da temperatura e tempo da torra do café que será comprado. 

A moagem do café é outro fator decisivo para a redução da acidez do café, pois é constatado que a acidez varia conforme o grau de moagem dos grãos, com um pó de moagem grossa apresentando um menor nível de acidez.

Assim, se você busca por um pó de café que não contribua para seus desconfortos estomacais, optar por um que seja obtido através de torra escura e com moagem grossa pode ser uma boa ajuda. 

Mas é claro, se você tiver problemas estomacais muito graves, é recomendado que não faça consumo da bebida. Por melhor que seja o café, sua saúde deve vir em primeiro lugar.

2. Atenha-se ao processo de infusão

O nível de acidez do café obtido através do processo de infusão — ou seja, quando passamos o café — irá depender da temperatura da água e o tempo em que o café é deixado em infusão.

A água fervida em temperaturas abaixo de 70°C geralmente terá uma menor capacidade de extrair os ácidos do café, resultando em um sabor mais agradável para aqueles que não se agradam por sabores demasiadamente ácidos.

3. Procure adicionais para seu café

Apesar de ser uma prática vista com maus olhos pelos defensores do “café puro”, adicionar uma dose de leite, chocolate, creme, açúcar ou canela no seu cafezinho nunca matou ninguém. De fato, existem diversas formas de incrementar o seu café para que ele perca a acidez indesejada e atenda ao seu paladar.

É claro, nenhuma delas irá preservar o gosto ímpar de um café puro, mas podem ser alternativas viáveis para a sua experimentação e, quem sabe, a descoberta de uma nova paixão…

E você? Está procurando o café ideal para consumir no seu dia a dia? Então visite o nosso site e confira a linha de produtos da Máquina Café Sul! Temos certeza que você irá encontrar um café só para você.

Precisa de ajuda?

Nosso atendimento único está preparado para lidar com as necessidades individuais de cada cliente e ajudar a encontrar a melhor solução para o seu negócio!

Especialista via WhatsApp
Desenvolvido por WEBi

Máquina Café Sul